CTA anuncia regresso do Presidente Vuma após recuperação do atentado ainda não esclarecido


A Confederação das Associações Económicas (CTA) emitiu ontem um comunicado que enviou a nossa redação a informar "do regresso do Senhor Agostinho Vuma, Presidente do Conselho Directivo, e a sua retoma às actividades normais e funções, após uma interrupção de, aproximadamente, dois meses na sequência do atentado sofrido a 11 de Julho". Adianta o comunicado informando que "Durante o período da sua convalescença, as actividades da Organização continuaram normalmente em observância ao Plano Estratégico da CTA 2017-2020, bem como o Plano de Emergência e as acções no âmbito da implementação das medidas administrativas no contexto da COVID-19".

Agostinho Vuma foi interceptado por duas pessoas armadas pelas entre as15:00 e 16:00 de sábado no edifício do seu escritório, na Avenida Josina Machel, junto à baixa de Maputo, e segundo uma testemunha, aquele teria gritado "Salimo porque me estás a fazer isso". A Policia na voz do porta-voz Leonel Muchina, disse que estava a investigar o caso e dois meses depois ainda não são conhecidos os resultados dessa investigação do caso que quase tirava a vida de Vuma.

O Moz24h tem informações que o Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) aguardava pela chegada de Vuma para colher o seu depoimento sobre o seu atentado onde alegadamente terá proferido o nome do seu carrasco (Salimo) antes deste disparar a queima roupa conta ele (Moz24h)

59 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI