Covid-19: ICOR encaixa 50 mil dólares do Moza Banco



O Moza Banco doou 50 mil dólares, equivalentes a 3.340.000 meticais, ao Instituto do Coração, para apoiar no atendimento aos pacientes ligados à pandemia da Covid-19. O valor doado pelo Moza Banco vai ajudar nas despesas não previstas no plano orçamental do instituto. O Moz24h soube que esse valor destina-se à compra de medicamentos, equipamentos de protecção individual dos trabalhadores, ventiladores e também deverá ajudar nas obras de requalificação da estrutura física, para se adaptar ao isolamento rigoroso destes doentes.

Isto tudo não estava previsto no plano orçamental do ICOR para 2020, tal como explicou Maria Beatriz Ferreira, Directora-geral da instituição, tendo acrescentado que não estando previstas no orçamento da instituição, estas operações exigiram gastos adicionais ao que se esperava gastar no presente ano de 2020, sem a pandemia da Covid-19. “É por isso que o apoio do Moza Banco foi bastante fundamental pelo valor que foi, mas acima de tudo pelo momento em que foi”, em que “nós tanto estamos a precisar de apoio para fazer face a esta doença”, explicou a dirigente do instituto, mostrando satisfação e “profundo agradecimento” pelo facto de o banco ter sido um parceiro que apareceu num momento certo, para agregar valor ao ICOR e, principalmente, ao país inteiro.

Neste momento, em termos de actuação face à Covid-19, o ICOR tem vindo a fazer consultas e análises tanto domiciliárias como dentro da instituição. “Criámos um espaço especial no recinto, para que estes doentes, desde o portão de entrada, não se misturem com outros pacientes. Nesse espaço, são feitas as análises e são entregues os medicamentos”, assegura Maria Beatriz Ferreira, acrescentando que os outros doentes não precisam de ter medo de ir ao ICOR, porque não há risco absolutamente nenhum de con-taminação.

O ICOR é uma instituição sem fins lucrativos. Está em Moçambique desde 2001, atendendo gratuitamente crianças cardíacas provenientes de famílias pobres. Até agora, o ICOR já operou gratuitamente mais de 2000 crianças, as quais, sem o tratamento, teriam perdido a vida.E é mesmo por causa do seu cunho filantrópico que o Moza Banco decidiu apoiar, no âmbito da sua responsabilidade social. Aliás, o PCA do banco, João Figueiredo, apareceu recentemente a exortar todos a fazerem o que podem para travara propagação do novo Coronavírus em Moçambique (Moz24h)

0 visualização

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI