Covid-19: Governo estima em 700 milhões de U$D contra 23 milhões inicialmente previstos


O governo estima em 700 milhões de dólares a cifra que precisaria para fazer face a propogação do Covid-19 no país. A revelação é do primeiro-ministro, Carlos Agostinho do Rosário, feita ontem depois de um encontro que manteve ontem com os parceiros internacionais nomeadamente o Fundo Monetário Internacional, Banco Mundial, Organização Mundial da Saúde, Nações Unidas, Irlanda, Estados Unidos da América e Reino Unido.

A semana passada o governo, atraves Benigna Matsinhe, directora naional adjunta de saúde pública no Ministério da Saúde, dizia que na eventualidade do COVID-19 eclodir em Moçambique, o país precisaria de 23 milhões de dólares para ter uma resposta situação de extrema gravidade.

Os 700 milhões de “verdinhas” vão servir, segundo o primeiro-ministro para o apoio aos vários sectores com destaque para a saúde, ao orçamento do estado e ainda as pequenas e medias empresas que já ressentem-se dos impactos do COVID-19. Segundo o primeiro-ministro parte do montante será aplicado na construção e apetrechamento de 79 unidades sanitárias distribuídas pelos distritos.

Para compensar a queda de receitas, o primeiro-ministro referiu que o montante será repartido ao orçamento do estado. (Moz24h)

38 visualizações0 comentário