Covid-19: BAD anuncia apoio de USD40 milhões a Moçambique


Moçambique vai beneficiar de um apoio de quarenta milhões de dólares norte-americanos para a mitigação das consequências adversas causadas pela Covid-19. O valor a ser concedido pelo Banco Africano de Desenvolvimento, BAD, foi aprovado recentemente a título de donativo, que faz parte de uma série de operações de apoio aos países africanos, por parte da instituição financeira continental, desde o início da crise. O objectivo é de fortalecer a resposta do Governo moçambicano para conter a propagação do novo coronavírus e potenciar os recursos públicos disponíveis para a saúde pública nos centros de tratamento e diagnóstico da doença.

Um comunicado do BAD refere que o valor servirá, igualmente, para apoiar a expansão da protecção social e fortalecer a resiliência económica contra os choques causados pela COVID-19, com acções concretas a favor das pequenas e médias empresas, sobretudo do domínio de agricultura. No documento, o Banco Africano de Desenvolvimento considera que a pandemia está a ter um impacto significativo nas contas nacionais, colocando em risco a recente recuperação que a economia nacional demonstrava, após as destruições causadas pelos ciclones Idai e Kenneth, no ano passado. “Os sectores de turismo, construção civil, serviços e indústria mineira tendem a ser os que mais sofrerão devido à natureza das suas actividades e da fraca demanda internacional dos seus produtos” - lê-se no comunicado. No documento, o BAD indica que para mitigar estes impactos no sector privado e no emprego, a entidade vai apoiar o Governo a expandir a cobertura de seus programas sociais aos mais vulneráveis nas  zonas urbanas, peri-urbanas e fronteiriças, segundo o plano de expansão da segurança social.  A operação apoiará também medidas de protecção aos sistemas alimentares, com subsídios ao crédito, para compra de sementes, fertilizantes e sacos de armazenamento da produção com vista a aumentar a segurança alimentar. A operação, diz o BAD, vai reduzir os custos fixos, além de promover alívio fiscal, face à redução da receita pelo impacto que a pandemia provoca no sector produtivo. A nota do BAD explica que estas medidas foram concebidas após consultas junto do Governo, sector privado moçambicano, parceiros internacionais e accionistas desta entidade financeira, empenhados na resposta à Covid-19 em Moçambique. O Banco Africano de Desenvolvimento garante estar a monitorar a evolução da pandemia e, especialmente, o comportamento da economia e assegura que vai continuar a apoiar Moçambique a vencer este desafio. (RM)

0 visualização

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI