Cimeira extraordinária da SADC adiada para maio ou junho


A cimeira extraordinária da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) para discutir o conflito armado com rebeldes em Cabo Delgado, norte de Moçambique, foi adiada para maio ou junho, anunciou sexta-feira a organização.

Um primeiro anúncio da cimeira, que se realizaria em Maputo, foi feito em dezembro, apontando a sua realização para janeiro e depois para março, mas sempre adiada por causa do agravamento da pandemia de covid-19 na região.

"A reunião da troika da SADC realizada hoje endossou a proposta de adiamento da cimeira extraordinária" para "maio ou junho de 2021", anunciou o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação (Minec) moçambicano em comunicado. A deliberação foi tomada pelos ministros dos Negócios Estrangeiros da troika, composta por Moçambique, Maláui e Tanzânia, depois de um debate de cerca de meia hora por videoconferência. A decisão segue as recomendações do comité de ministros da Saúde da SADC, de 29 de janeiro, que "propôs novas datas da cimeira e sugeriu que decorra em formato virtual, se a pandemia da covid-19 piorar", concluiu. Moçambique registou mais casos, mortes e internamentos em janeiro do que em todo o ano de 2020. (NM)

16 visualizações0 comentário