Celebrações do dia Maritimo Mundial: ADPP Melhora as Condições de Trabalho dos Pescadores


A ADPP junta-se ao mundo para assinalar o Dia Mundial do Mar, celebrado na quarta quinta-feira do mês de Setembro de cada ano. Nesta ocasião procura-se reflectir sobre a importância das indústrias marítimas para o comércio mundial, e na protecção do ambiente marinho e na pesca ilegal.

A ADPP está neste momento a trabalhar num projecto para promover a pesca sustentável em pequena escala nos distritos de Cahora-Bassa e Mogoé. Este projecto está entre as sete iniciativas de pesca sustentável em África que receberam uma subvenção ao abrigo do programa ECOFISH, promovido e financiado pela União Europeia.

A ADPP visa melhorar as condições de captura, armazenamento e comercialização do pescado. Para tal, capacita as comunidades para a gestão sustentável dos recursos pesqueiros e melhora a sua integração na cadeia de valor do pescado através do investimento em infra-estruturas. Além disso, esta iniciativa ajuda a comercializar peixe de boa qualidade e em boas condições higiénicas, e promove o acesso a água potável e a melhoria do saneamento.

O estabelecimento de dois pontos de venda de pescado com equipamento de refrigeração e processamento é um dos maiores benefícios para as comunidades pesqueiras dos dois distritos. Estas ferramentas irão melhorar a conservação do peixe e, por conseguinte, permitir aos comerciantes propor um preço justo aos seus compradores, que na sua maioria são estrangeiros do Malawi e do Zimbabue.

De acordo com Abdulahi Chabane, Coordenador do projecto, "a intervenção do projecto servirá de alívio para os pescadores que tiveram de vender o peixe a preços baixos e sempre com pressa, temendo a sua perda devido a más condições de conservação. Queremos melhorar a economia dos pescadores destes dois distritos e impulsionar a sua comercialização a preços justos através da melhoria das condições de higiene e de conservação do pescado".

Os beneficiários estão entusiasmados com o projecto, pois esperam dias melhores na comercialização do pescado. Raste Guibissone, um pescador de 23 anos que possui uma canoa e vende o peixe que captura no distrito de Mágoe, lamenta que o preço de venda actual esteja longe de ser satisfatório.

Graças ao apoio recebido do projecto, Raste espera melhorar as suas vendas e maximizar os ganhos, uma vez que poderá negociar o preço do peixe com os seus clientes.

60 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI