Calisto Cossa sentando por cima da directiva de Filipe Nyusi


O autárca da Matola, Calisto Cossa, tem estado a desempenhar está função simultaneamente com as de Primeiro secretário interino da zona da Machava, o que configura em violação as directivas emanadas pela Comissão Politica (CP) e aprovadas a 16 de Maio de 2018.

O décimo capitulo desta directiva, que se refere as incompatibilidades diz, no artigo 63 que “A função de Presidente do Conselho Autárquico e de Membro da Assembleia Autárquica é incompatível com as funções de Primeiro Secretário (NE: O sublinhado é nosso), Membro do Secretariado do Comité do Partido, Secretário das Organizações Sociais do Partido”.

Cossa assumiu “interinamente” o cargo há algum tempo em substituição de Alberto Mamitelane Cossa, que resignou para não incorrer em infração, uma vez que foi eleito membro da “Assembleia Autárquica” onde tem assento e que é “incompatível com as funções de Primeiro Secretário” como demanda a directiva concebida e aprovada pelo colégio dos membros que compões a CP. “Ele nem está precoupado com a infranção” disse ao Moz24h, Atánasio Salvador um municípe da Matola contactado por nós. “Também depois da última eleição...”rematou a fonte.

A zona da Machava ou posto administrativo da Machava tem 14 bairros e 14 comités dos circulos que agora estão sob batuta de Cossa ao arrepio das demandas da CP.

A nível interno, devido os resultados das eleições de 10 de Outubro, Calisto Cossa que venceu à tangente numa eleição prenhe de suspeições a todos os niveis, não granjeia com as simpatias de outrora.

Calisto foi eleito reeleito em 2018, como cabeça-de-lista da Frelimo que obteve 137.875 (48,05%), contra a Renamo 135.678 (47,28%) e o MDM 11.799 (4,11%). Está diferença ínfima de votos, faz com que o edil Calisto Cossa enfrente muitas dificuldades para fazer passar os seus planos de governação, porque o MDM terá também palavra a dizer na assembleia municipal.

Na eleição que teve 8.090 votos nulos registados, a Renamo continua convencida de que venceu o escrutínio com uma larga vantagem.

Baseando-se na sua contagem paralela num total de 706 mesas, a “perdiz” acredita que alcançou 133.059 votos (48,86%) e a vitória do seu adversário foi fabricada na secretaria

O Moz24h contactou a assessoria de imprensa do edil, com quem partilhamos a directiva que nos disse que: “Podem escrever a vontade, iremos responder. Ele está numa situação interina” disseram-nos! (Luís Nhachote)

381 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI