Cabo Delgado: Sociedade civil e empresários queixam-se da inoperância da ADIN


Em Cabo Delgado, organizações da sociedade civil e empresariado local, recomendam celeridade na instalação e início das actividades previstas no mandato da Agência de Desenvolvimento Integrado do Norte (ADIN).

Falando no workshop de apresentação e debate da proposta da Estratégia Resiliente do Desenvolvimento Integrado do Norte, tido lugar esta segunda-feira, os representantes daquelas organizações, afirmaram que não se justifica que um ano depois da criação da ADIN, não estejam a acontecer no terreno acções concretas. Uma alegada falta de comunicação sobre os passos dados até aqui, no âmbito da operacionalização da ADIN, é outra preocupação da sociedade civil e empresários de Cabo Delgado. Estas preocupações foram comentadas pelo consultor Abdul Karimo, para quem as expectativas devem ser geridas de melhor forma, sendo também importante o entendimento sobre as fases obrigatórias para a operacionalização de uma instituição do governo. Abdul Karimo é chefe de uma equipa de consultores que está a elaborar a Estratégia Resiliente do Desenvolvimento Integrado do Norte, no âmbito da operacionalização da ADIN- Agencia de Desenvolvimento integrado do Norte.(RM)

72 visualizações0 comentário