Cabo Delgado



UNICEF assiste mais de 2000 crianças que devido ao terrorismo não sabem onde estão os pais.



Por OZO

Foi a margem da formação dos elementos das Forças de Defesa e Segurança (FDS) sobre como trabalhar com crianças soldados realizada na sexta-feira, na cidade de Chimoio, na província de Manica que Katarina Johansson, representante do Fundo das Nações Unidas para Infância (UNICEF) em Moçambique revelou que garantem a assistência de mais de 2000 crianças que devido ao terrorismo não sabem onde estão os pais em Cabo Delgado.

Falando à imprensa, Johansson disse que a UNICEF tem trabalhado com as comunidades e as autoridades governamentais, e que existem diferentes programas para ajudar as crianças que fazem parte da metade dos mais de 800 mil deslocados existentes em Cabo Delgado. Katarina Johansson disse que tem garantido o apoio psicossocial e material às crianças e as comunidades no saneamento de meio, alimentação, educação e outros serviços.

Katarina Johansson explicou que as crianças passaram diversas situações de desumanas, algumas foram raptadas, doutrinadas, assim como, outras viram os seus pais a serem mortos, suas casas queimadas, mas a organização que representa e o governo moçambicano para que a situação da criança em Cabo Delgado, dos deslocados internos e as outras do país possam ser diferentes e melhores. (Moz24h)

22 visualizações0 comentário