Brasileiro Alexis Meyer-Cirkel é o novo representante do FMI em Moçambique


O Fundo Monetário Internacional (FMI) nomeou o brasileiro Alexis Meyer-Cirkel novo representante residente da organização em Moçambique, em substituição do compatriota Ari Aisen. O anuncio foi feito ontem em comunicado o organismo.

Alexis Meyer-Cirkel desempenhou várias funções no FMI e integrou missões da organização em vários países, trabalhando em tópicos de política macroeconómica, sustentabilidade da dívida pública e análise do setor externo, refere a nota.

Antes de se juntar àquela organização financeira internacional, trabalhou no Banco Central Europeu, Banco Central do Brazil, Morgan Stanley e Allianz Research.

O novo representante residente do FMI em Moçambique é doutorado em Economia pela Universidade de Goethe, Frankfurt, e é mestre em Estudos de Desenvolvimento pela London School of Economics.

O representante residente cessante do FMI em Moçambique ficou no país durante quatro anos, desde 2016.

133 visualizações0 comentário