"Avança Moçambique "


A empresa brasileira Icro Group lançou, ontem em Maputo o programa Avança Moçambique que visa desenvolver a carreira profissional do trabalhador moçambicano.

Segundo comunicado de imprensa enviado a nossa redacção a iniciativa tem como foco evitar a rotatividade no setor industrial, reduzir a taxa de desemprego e fortalecer a economia do país.


Trata-se de um programa destinado ao país africano, onde a empresa possui o Instituto de Formação Tecnológica de Moçambique (IFTM), com o objetivo de valorizar e desenvolver a carreira profissional do trabalhador moçambicano. Além disso, evitar a rotatividade de pessoal nas indústrias locais e reduzir a taxa de desemprego, que é considerada alta.


De acordo com o diretor de Desenvolvimento, Estratégia e Inovação da Icro Group, Armando Marsarioli, Moçambique tem um potencial enorme em relação à mão de obra, porém, ainda tem pontos de melhorias quando o assunto é formação técnica. “Já verificamos que a rotatividade profissional é alta no país. Por isso, o ‘Avança Moçambique’ além de focar na qualificação profissional do trabalhador, também dará suporte para que as empresas coloquem em prática o desenvolvimento de carreira”, disse.


Segundo o diretor, o programa é completo e envolve toda a gestão de competência e a proposta de educação continuada. “Ele vai desde o diagnóstico das empresas, com a amostra do setor/área onde há maior incidência de rotatividade, até as demandas que exigem formação técnica dos profissionais, para que consigam manter a operação de suas fábricas. Ou seja, nós identificamos os gaps, montamos o programa de formação personalizado de acordo com essas demandas e, ao mesmo tempo, levamos toda uma estrutura de plano de carreira para essas organizações”, explica Armando.


O executivo reforçou ainda que a proposta do programa foi inicialmente apresentada à Embaixada do Brasil, em Moçambique, e a Confederação Empresarial da CPLP. Em seguida, foi apresentada para as 10 maiores indústrias locais, organizações não governamentais e representante da Secretaria de Governo para o Ensino Técnico Profissional, com a expectativa de que elas sejam as principais motivadoras dessa iniciativa. “Queremos mostrar aos potenciais parceiros que o ‘Avança Moçambique’ não é um curso de formação isolado, mas sim um programa completo de desenvolvimento profissional, que tem foco em reduzir a taxa de desemprego no país”, acrescenta Armando.

Benefícios para o trabalhador e para a economia de Moçambique


Para o chefe do Sector Econômico e de Promoção Comercial da Embaixada do Brasil em Maputo, Davi Bonavides, a iniciativa do Avança Moçambique é muito positiva. “Em relação à economia, com a capacitação proposta pelo programa, teremos mão de obra qualificada, o que é fundamental para que as empresas possam manter suas atividades. Além disso, beneficia muito o trabalhador, abrindo uma nova perspectiva profissional para ele. A expectativa é de que o programa se consolide, se torne referência em capacitação e contribua ainda mais para o desenvolvimento do país e das relações entre o Brasil e Moçambique”, disse Bonavides.


O presidente da Confederação Empresarial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP), Salimo Abdula, concorda: “o programa é muito interessante. Com ele, a Icro Group traz uma solução importante, que poderá revolucionar a qualidade da formação técnica e profissional em Moçambique”, acrescentou. (Moz24)

32 visualizações0 comentário