Autoridades clamam recuperação de cinco aldeias das mãos de terroristas em Cabo Delgado


A vila da Mocímboa da Praia, na região norte de Cabo Delgado tem sido, nos últimos dias, palco de intensos combates entre a força conjunta de Moçambique e do Ruanda, contra os terroristas, e informações de fontes militares indicam que parte da vila já foi recuperada.

Consta que, há cerca de um ano, os insurgentes associados ao grupo Estado Islâmico controlavam a vila, que tem um porto estratégico na região.

Fontes militares ouvidas pela RM, a rádio pública moçambicana, indicam que foram recuperadas, pelo menos, cinco aldeias, que eram controladas pelo grupo.

“A situação operativa está calma e controlada nesta zona onde estamos. Estamos aqui, a força moçambicana com os nossos irmãos do Ruanda a combatermos o terrorismo,” disse Jaime Zaqueu, um dos comandantes operativos das forças moçambicanas.

A recuperação resulta de operações conjuntas entre soldados ruandeses e moçambicanos, numa cooperação que quem está na linha da frente, considera de positiva.

“O relacionamento é muito positivo, não temos razões de queixa” disse Zaqueu. Na terça-feira, o Comandante-geral da Polícia, Bernardino Rafael esteve em Awasse, um dos pontos que já esteve nas mãos dos terroristas. Visitou a força conjunta ali instalada e deixou uma mensagem aos militares moçambicanos.

“O nosso apelo é que aprendam tudo o que não sabem dos nossos irmãos ruandeses, porque depois de eles saírem, ficaremos nós ficaremos aqui e teremos que ficar e tomar conta de qualquer situação” disse Bernardino Rafael. (VoA)

187 visualizações0 comentário