Americano condenado a 18 anos de prisão por tráfico de drogas



Por Nazira Suleimane


Rodney Willord Bardus, o cidadão norte-americano detido no dia 26 de Junho do passado ano 2019, no aeroporto internacional de Maputo, na posse de 4kg e 600gramas, foi ontem condenado à 18 anos de prisão máxima.

De acordo com o Tribunal Judicial da Cidade de Maputo, Rodney Willord Baldus, foi detido em flagrante na posse de uma mala que continha substâncias consideradas drogas proibidas pela legislação moçambicana e não só.  O tribunal acusou Rodney de cometer o crime de tráfico de drogas e outras actividades ilícitas previstas e punidas no artigo 33 número 1 da lei 3/97 de 13 de Março.

Segundo Ruì Dauane, juìz do caso, o arguido foi submetido ao julgamento pelo qual foi condenado a 18 anos de prisão máxima. De acordo com a acusação, no dia 26 de Junho de 2019  pelas 6h30, o dia que o arguido foi detido, Rodney encontrava-se na sala de embarque do  Aeroporto Internacional de Maputo,  quando pretendia apanhar o voo SA147 da companhia South Áfrican Airways, com destino a Johannesburg. O arguido exportava consigo uma mala de viagem contendo  4kg e 600gramas de heroina que se encontrava disfarçada sobre forma de ampolas num total de 138 e 24 unidades de bolachas em barras.


As declaraçoes do arguido nas suas audições, referiu um cenário estranho que alguém o contratou através de email duma forma insistente afirmando que o arguido tinha uma herança por receber, contudo deveria viajar  à Moçambique assinar documentos relativos á essa tal herança. O referido indivìduo pagou bilhete de voo e a sua estadia num hotel em Moçambique e, o arguido recebeu ainda 300 dólares americanos para as suas compras no país. Alegadamente a pessoa que pagara o bilhete, a herança á receber estava na Itália, mas era muito importante passar a Moçambique assinar os respectivos documentos. Rodney afirmou durante o seu julgamento que nunca ter visto ou falado com  esse referido indivíduo, e tendo ficado num hotel em Moçambique de 22 a 26 de Junho de 2019, aenas no dia 26 de Junho, é que apareceu um homem de raça negra com aparencias de 34 a 40 anos de idade, o qual disse sair do escritório da Pathfinder, este intitulou-se ter sido mandatado pela pessoa que lhe tinha pago a viajem e pediu que o arguido levasse a mala á Itália e lá estaria alguém para recebe-la. O réu disse que após receber esta mala, abriu para ver o que continha e viu mascaras, cabelos e algo que parecia com piano e afirmou não ter verificado os objectos. E é nesses objectos onde a droga estava desfarçada e escondida. Segundo o juíz do caso, o arguido disse ter aceite aproposta de um desconhecido por tratar-se de uma alegada herança ao seu favor. Sem se preocupar e sem saber a sua essência.


O juìz do caso, durante a  sua leitura da sentensa disse que o arguido conhecia a substância e tinha conhecimento que transportar esse produto era proibido por lei. Rodney foi usado como correio internacional de drogas transportando a mesma.

Sendo assim, Rodney Willord Baldus foi condenado á 18 anos de prisão máxima e após o cumprimento da pena será expulso de Moçambique.

Por seu turno, Hilário Sabonete Avelino advogado do arguido não concorda com a sentença proferida pelo. " Não estamos satisfeitos e não vamos nos conformar. Não esparava o tipo de pena, acho eu exagerado em tendo em conta daquilo que foi relatado ou aconteceu em função da prova." Disse Sabonete adovado do arguido.

Outrossim, o arguido Rodney Willord Baldus, não tem familia em Moçambique, e o advogado tem mantendo contacto com a sua filha nos Estsdos Unidos.

Questionado se a familia iria recorrer á extradição o advodo achou melhor não responder à questão por ser algo da parte da minifestão do interesse da familia do réu.

Na posse do seu cliente, a Polícia encontrou 4kg e 600g de heroína pelo que foi instruído o Processo 30/2019/6a-C. Rodney Baldus é  acusado de cometimento do crime de tráfico de drogas,  previsto e punido pelo Artigo 33 número 1 da Lei número 3/97 de 13 de Março, com referência a tabela I-A do Diploma Legal referido é de 16 a 20 anos de prisão. Após o cumprimento da sua pena, Rodney será espulso de Moçambique. (Moz24h)

66 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI