Alguns insurgentes foram comerciantes de Natite


Por Nazira Suleimane


Entre 2014 a 2015, no mercado de Mbanguia vulgo, mercado de Natite na autarquia de Pemba, alguns jovens comerciantes foram convencidos a fazerem parte do grupo de emprendedores de sucesso, enganados e o dinheiro foi a melhor arma. O encontro era realizado no centro do mercado de natite, concretamente onde se vende roupa usada( calamidade). 

O contrato era de fazerem um trabalho muito pequeno mas de extrema importancia para Deus, eles seriam retribuídos nos ceus um galardão de gratidão pelo Senhor Todo poderoso por fazerem a sua vontade, e cá na terra dos vivos teriam um desenvolvimento no seu negocio como benção de Deus. 

Muitos deixaram seus nomes, copias de documentos, e mostraram suas residências. Naqueles anos foram dados 2 a 5 milhoes de meticais, com instruções de não fazer depósito em bancos, não comentar com família e amigos, e uma parte investir no seu negócio.

 Nesses anos, notava-se um desenvolvimento explosivo no mercado de Natite, roupas de qualidade, barracas melhoradas, muito empenho no negócio, os comérciantes duma forma automática saíram de um nível para outro no seu négocio, dava muito gosto ir naquele mercado (haviam sempre novidades).

Apóis o início dos ataques de Outubro de 2017 em Cabo Delgado, os jovens foram solicitados a exercer o trabalho o qual se compremeteram, alguns foram e outros ficaram alegando que não esperavam que tratava-se de matar pessoas. Uns procuraram esconder-se, outros sairam da cidade e porque não sair da provincia.


Num belo dia, de Fevereiro do ano em curso, um minibus de vidros fumados foi e recolheu

todos a força e os levou as matas, e assim os jovens estao lá a cumprir com o seu dever. Os que escondidos estavam foram localizados e os que fora da provincia sairam mesma coisa. Pois esses homens que estão a protagonizar os ataques não sao piedosos, outras vitimas nesses ataques são ajustes de contas, aqueles cujo receberam o dinheiro e não querem se juntar ao grupo nas matas.

Para quem vai ao mercado de Natite, entrando da via do partido Renamo caminha até naquele predio de um piso, a beira da estrada existem jovens vendendo chinelos e tem um beco que leva até onde se vende roupa, muitas baracas fechadas. 


O mercado está as moscas.


Muitas deles têm mercadorias, e ja pagaram o aluguer para todo o ano, outras os donos têm medo dos jovens porque foram ameaçados, as barracas que estão vazias é porque são daqueles que têm amigos de confiança e sabem onde os donos estão. Esta situação é de conhecimento, das antidades do bairro de Natite, do mercado de Natite, dos comerciantes e de alguns funcionarios da Sernic. 

Neste momento, a irá dos jovens mercenários que estão a causar terror em Cabo Delgado é de matar e matar, seguir e cumprir ordens dos seus chefes para ver se conseguem cumprir com a missão e fazerem uso dos milhões escondidos em seus lugares secretos. Esta tem sido a sua motivação nesses ataques. Entretanto, os outros jovens são capturados durante os ataques e levados até a base de treinamento, outros são raptados nas aldeias, assim como existem os que são enganados com o velho e o bom truque de bolsas de estudo, como foi usado para muitos jovens de Nacala.

571 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI