Alegado recrutamento militar compulsivo agita a cidade de Maputo



A cidade do Maputo vive desde a semana passada em ambiente conturbado devido a uma agitacao, por causa de uma suposta onda de recrutamento compulsivo de jovens para fins até agora desconhecidos.

Ninguém sabe ao certo quem são os supostos recrutadores, facto porém é que um dos maiores mercados grossista da cidade do Maputo esteve durante parte do dia de hoje praticamente vazio, uma vez que os jovens que ali fazem o negócio estavam todos em debandada, porque os supostos recrutadores lá estiveram a busca de jovens.

A agitação ganhou força nas redes sociais e obrigou as autoridades do Ministério da Defesa Nacional a vir a público deixar a sua versão.

O Coronel Carlos Macamisa, falou em nome do ministério da Defesa Nacional e disse que trata-se de boatos sem fundamentos e com motivações desconhecidas.

O Coronel diz estar em curso investigação visando encontrar os responsáveis pela desinformação.

Apesar do desmentido oficial, ao nível da sociedade acredita-se que os supostos recrutamentos visam reforçar as fileiras do combate aos insurgentes em Cabo Delgado.

Verdade ou não, o activista social Alberto Manhique diz que o governo deve ter outra atitude perante a situação naquela província, e não sacrificar a vida de jovens inexperientes (Moz24h com VOA)

0 visualização

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI