Agora, Para Nyusi ir à "BO-DO"" Dá ou não dá? !... "Sem música a vida seria um erro" - Friderich



Hoje não é nenhuma novidade as contradições entre os membros da Frelimo virem a superfície. Aquino de Bragança, intelectual e conselheiro de Samora Machel, vítima da tragédia de Mbuzine já dizia que era "possível analisar as actuais contradições da Frelimo a partir da sua própria história."


Portanto não nos admiremos que o "bulling político" seja ultimamente a expressão mais utilizada pela Frelimo. De facto uma autêntica inovação ao nível do debate interno e externo. Basta analisar os pronunciamentos nos debates televisivos da nova "Pandilha Negra".


O Povo é soberano e tem consciência e conhecimento dos factos. Sabe que a Frelimo global beneficiou do dinheiro das "DO". O slogan "eu confio em ti Nyusi" era transmitido de minuto a minuto em todos canais televisivos e rádios nacionais. Quem pagou essa publicidade que levou ao poder a Frelimo e seu candidato em 2014 foi a Privinvest, a empresa que arquitetou toda a "manobra financeira obscura". Porém o gestor da Privinvest, Jean Bustani foi inocentado pelo júri norte americano, num tribunal federal de Nova York no dia 02-12-2019. A pergunta é : porquê Bustani foi inocentado?


Deste lado porquê a Pandilha Negra quer inocentar Nyusi e sua tendência? Quais são as razões? Porquê querem tirar as culpas somente para Guebuza?


Pandilha Negra: o Povo moçambicano sabe que os filhos de Guebuza passeavam com carros de luxo, sim. Também os filhos de Nyusi andam de carros de luxo e ainda por cima em contra mão. Aonde é que trabalharam para terem esses carros?


Só quando Nyusi virou Presidente da República é que deu conta que o SIMP- Sistema Integrado de Monitoria e Protecção não era viável, sustentável e era uma bolada?

Quando exercia a função de ministro de Defesa não reparou nisso? Porquê como Coordenador do Comando Operativo não avisou o seu superior hierárquico, nesse caso, Guebuza, Comandante em Chefe e Presidente da República que existia muita "poeira" na estratégia de segurança no país?


Porquê só dizem que Guebuza infingriu a Constituição da República por não ter pedido permissão a Assembleia da República relativamente as "DO" e, quando Nyusi trouxe tropas ruandesas também sem permissão da Assembleia da República ficam mudos?


Pandilha Negra acordem. Qual é a vossa razão para inocentar Nyusi das suas responsabilidades na "bolada"? Que inventem uma maneira nova de "luta política" mas que não seja o "bulling político".


Não elaborem uma narrativa de "vitimizacao" de Nyusi deixando transparecer as marcas de uma grande amnésia política colectiva.

Foi a Frelimo global que escolheu Guebuza em 2002 e Nyusi em 2014 para candidatarem-se as eleições presidenciais


Pandilha Negra não se enganem. O Povo moçambicano conhece a diferença entre Guebuza e Nyusi que se distingue na trajectória política do primeiro. Não foi por acaso que Graça Machel disse que quando fez um comentário sobre Guebuza logo depois da sua tomada de posse como Presidente da República no seu primeiro mandato a pedido de um jornalista: - "reparem na trajectória de Guebuza".


Guebuza atingiu o sucesso político com orgulho e cicatrizes que adquiriu ao longo da sua trajectória. A juventude não sabe que Guebuza juntamente com Mariano Matsinha, Teodato Hunguana recusaram promover a "lei da chicotada" no tempo de Samora Machel. Guebuza negociou os Acordos de Paz em Roma em 1992 e é um dos fundadores do Estado mocambicano. Na realidade a Frelimo precisa mais de Guebuza do que Guebuza precisa da Frelimo.


Já Nyusi para além de ser um "miudo" do Chipande está governando o país com ajuda da muleta da "montanha de Gorongoza", das tropas ruandesas do Presidente Paul Kagame, das jogadas politicas do Presidente Macron da França e da multinacional petrolifera francesa Total. A célebre frase do antigo ministro dos Transportes e Comunicações Gabriel Mutisse resume tudo: "Nyusi sem a Frelimo não é nada".


Agora as qualidades politicas não inibe Guebuza das suas responsabilidades das "DO". Como um verdadeiro líder foi prestar declarações ao tribunal . Justiça tem que ser feita. Doa a quem doer.


Como a imaginação muitas vezes é mais importante do que o conhecimento vamos terminar dizendo que percebemos muito bem porquê a ministra da Cultura e Turismo escolheu o mister Kuka para representar culturalmente o país em Dubai.


A letra e a musicalidade vista de um outro ângulo, espelha "genuinamente" a "BO-DO". Curvamo nos na genialidade do mister kuka. É só imaginarmos como tem sido muito difícil, o "astro do momento" pedir a "patroa" para ir "tchilar" com os parceiros da bolada que depois de esperarem tanto por ele "cantam em coro'... (...)..."já comemos, já bebemos,já pagamos, já bazamos"... (...)...


No video clip, o barman faz muito bem o papel do juiz Efigenio Batista.

Mais uma vez parabéns mister Kuka. A música e letra analisada em "tom politico" é coisa do outro mundo.

Sem margens de dúvidas, sem música a vida seria um erro".


Depois de Guebuza,

Dá ou não dá para Nyusi ir para "BO-DO"!?...


(Nós, Povo moçambicano. ..)

97 visualizações0 comentário