ADPP Gradua 1263 novos professores primários


As Escolas de Formação de Professores da ADPP, designadamente Escolas de Professores de Futuro - EPFs, realizam de 5 a 14 de Dezembro as cerimónias de graduação de professores para o ensino primário que nesta edição decorrem sob o lema, “ Por uma formação de professores primários inclusiva, competitiva e de qualidade”.

De acordo com um comunicada de imprensa enviado a nossa redação, em todas as províncias do país, serão realizadas um total de 11 cerimónias de graduações em igual número de EPFs, onde no seu todo, serão graduados um total de 1262 novos professores primários, dos quais 638 são mulheres.  O quadro geral das graduações em todas as escolas de formação de professores resume-se nos dados estatísticos a seguir:

· Província de Cabo de Delgado, EPF Bilibiza – 64 graduados (32 mulheres);

· Província do Niassa, EPF Niassa – 135 graduados (67 mulheres);

· Província de Nampula, EPF Nametil – 145 graduados (71 mulheres);

· Província de Nampula, EPF Nacala – 86 graduados (47 mulheres);

· Província da Zambézia, EPF Macuse – 137 graduados (76 mulheres).

· Província de Tete, EPF Tete – 140 graduados (72 mulheres);

· Província de Manica, EPF Chimoio – 78 graduados (41 mulheres);

· Província de Sofala, EPF Nhamatanda – 108 graduados (54 mulheres);

· Província de Inhambane, EPF Inhambane – 115 graduados (48 mulheres);

· Província de Gaza, EPF Gaza – 183 graduados (91 mulheres);

· Província de Maputo, EPF Maputo – 70 graduados (38 mulheres);

No seu discurso, o Vice-ministro da Educação e Desenvolvimento Humano, Armindo Ngunga, disse aos graduados que um bom professor deve ser alguém que ama a profissão, ensina as crianças a ler, escrever e a efectuar simples cálculos matemáticos sem olhar para ganhos individuais. O professor deve sempre motivar os seus alunos a cultivarem o gosto pelo ensino. A criança não deve detestar a escola, acrescentou Armindo Ngunga.

Onctávio Chicoco, Director Provincial das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, em representação do Governador da província de Maputo, Raimundo Diomba, instou aos graduados a privilegiarem a sua missão sublime de contribuírem com os conhecimentos adquiridos para inculcar na crianças, nos jovens, nos adultos, bem como nas suas famílias e na comunidade em geral, o espíritos de conservação da paz, de não à violência e à corrupção, e de harmonia entre os moçambicanos.

Dirigindo-se aos graduados, Brigit Holm, Directora Executiva da ADPP, apelou para que tenham paixão pela profissão que escolheram abraçar, porque o professor é a base para o desenvolvimento de um país. A Directora instou ainda para que os professores mantenham se firme mesmo em condições difíceis, em benefício das crianças que lhes serão gratas por toda a vida.

Em seu juramento, os professores comprometeram-se a darem o seu abnegado contributo na transmissão do saber, paz e reconciliação nacional.

As escolas de formação de professores da ADPP são um total de 11 instituições estabelecidas desde 1993 com o objectivo de formar professores para o ensino primário, de forma a responder à demanda do ensino nas zonas rurais. São instituições tuteladas pelo Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano e que, desde a sua criação até à data já graduaram mais de 21 mil professores para o ensino primário.


Sobre a ADPP


A Ajuda de Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP) é uma Organização Não-Governamental, moçambicana, criada em 1982 que trabalha nas áreas da Educação de Qualidade, Saúde e Bem-Estar, Meio Ambiente e Agricultura Sustentável.

A sua missão é de promover o desenvolvimento social e económico das pessoas mais vulneráveis da sociedade dando uma atenção especial as crianças, órfãos, mulheres e raparigas e as pessoas pobres nas zonas rurais.

A ADPP implementa mais de 60 projetos em todas as províncias do país, com destaque para as áreas da educação de qualidade, saúde e bem-estar e agricultura e desenvolvimento sustentável.

O objectivo da ADPP é melhorar as condições de vida do povo moçambicano e para promover a igualdade, desenvolvimento social e económico do país e, para tal, tem unido sinergias com o Governo de Moçambique, parceiros nacionais e internacionais. (Moz24h)

99 visualizações

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI