150 mil jovens "chutam latas" em Maputo


O índice do desemprego na cidade de Maputo, capital do país, é elevado com tendências a aumentar. Dados que o Moz24horas teve acesso, apontam que, existe actualmente na capital do país cerca de 150 mil jovens desempregados, paradoxalmente, a proposta do Plano actividades actualizado do Conselho Autárquico de Maputo para 2019 presidido por Eneas Comiche, no lugar de aliviar através de soluções criativas e inclusivas, optou por confinar esta camada social, através da redução da venda informal desordenada.


Por este factos, o plano de actividade foi aprovado voto tangente da bancada da Frelimo, pois a Renamo, segunda maior bancada na Assembleia Municipal, reprovou alegando não trazer nada de novo.

“Repisamos, passam 11 anos de promessas de criação de postos de emprego para jovens mas que nunca se concretizaram. Em todas campanhas eleitorais, o regime lhes engana com falsas promessas. Já basta de promessas atrás de promessas, e o povo está cansado de tantas promessas”, disse aquela bancada.

Nesse contexto, a segunda bancada maioritária questionou ao Executivo de Eneas Comiche o seguinte: “Qual é a solução para um povo que mais de 55% dos seus cidadãos vivem abaixo da linha da pobreza com menos de 1.5 dólar por dia e 70% (700.000 pessoas) em áreas extremamente pobres, sem saneamento, sem ordenamento urbano, sem água, sem transporte?”

Quis saber ainda ao Presidente do Conselho autárquico de Maputo como “é que julga que este jovens vão desenrascaram as suas vidas”? indagou para de seguida lamentar o facto de, ao invés de apresentar medidas concretas, criativas e inclusivas, o Conselho Autárquico anunciar que irá confinar os vendedores em áreas pré-definidas, nomeadamente nas avenidas Fernão de Magalhães, entre Karl Marx e Guerra Popular; Filipe Samuel Magaia, entre Ho Chi Min e Josina Machel, na baixa da Cidade.

Para a bancada autárquica da Renamo, não se resolvem questões deste nível de complexidade com confinamentos de pessoas, “como se estivéssemos com saudades dos tempos dos campos de reeducação ou dos campos de extermínio humano”.

Existem outras formas mais eficazes para lidar com esta problemática. “Não nos esqueçamos que o índice de desemprego também é fruto da má gestão deste regime, ausências de políticas públicas adequadas e um fraco sistema de protecção social”, acusou.

Por exemplo, disse que o último Programa Quinquenal do Município de Maputo (2014 – 2018) “deste mesmo regime tinha no objectivo específico criar oportunidades de emprego para jovens e prometia também criar 1.500 novos empregos todos os anos, o que nunca se efectivou.

Entretanto, o plano de desenvolvimento 2019 – 2023 refere que a Autarquia de Maputo pretende “Promover a regularização dos espaços de prática de desporto e actividades recreativas nos bairros” e “garantir o engajamento de todos os alunos na prática de pelo menos uma modalidade desportiva”.

Uma vez mais, a Renamo na assembleia autárquica de Maputo considera o plano e os objectivos de Eneas Comiche irrealísticos. Para o efeito, questiona como é que o Executivo pretende alcançar isso “quando a prática deste regime em matéria de Governação autárquica é o oposto de tudo isso”.

Alias, sustentou as suas acusações recordando que em 2014 “os Munícipes de Zixaxa no distrito Municipal Ka Lhamakulo foram impedidos de ficar com seu campo de futebol histórico porque foi vendido para uma empresa de produção de adubos. Em 2017 impediu-se também que os moradores dos bairros de 25 Junho e Bagamoyo ficassem com campo da Khodamo porque foi vendido alegadamente a 3 Milhões de USD para uma cadeia de supermercados de origem Portuguesa”.

“Já basta de promessas atrás de promessas, e o povo está cansado de tantas promessas. Caro Presidente, basta de promessas, é tempo de agir”, defendeu a “perdiz”.

0 visualização

Subscreva a nossa Newsletter

  • facebook

Ficha técnica

Director Editorial: Luís Nhachote (+258 84 4703860)

Editor: Estacios Valoi 

Redaçao: Germano de Sousa, Palmira Zunguze e Nazira Suleimane

Publicidade: Jordão José Cossa (84 53 63 773) email jordaocossa63@gmail.com

 

NUIT: 100045624

Nr. 149 GABIFO/DEPC/2017/ MAPUTO,18 de Outubro  

Endereço Av. Cardeal Don Alexandre dos Santos 56 (em Obras)

© By BEEI